Será que a videoconferência está devorando seus dados?

Aqui estão algumas estratégias simples para gerenciar o uso de dados

Com muitas pessoas trabalhando, estudando e até mesmo socializando on-line, chamadas de vídeo e troca de mensagens são populares. Embora não se comparem a uma conversa cara a cara, são uma alternativa conveniente, considerando o distanciamento social necessário hoje.

Um desafio é o fato dos aplicativos de videoconferência geralmente consumirem muitos dados, o que pode ser um problema na hora de gerenciar o seu limite. Uma chamada de vídeo individual por Zoom, na configuração padrão, pode consumir pouco mais de 1 GB por hora, por exemplo. E, à medida que você adiciona mais pessoas à reunião, a quantidade de dados usados aumenta exponencialmente. Felizmente, é possível reduzir o uso de dados durante a chamada de vídeo. Abaixo estão algumas estratégias simples e eficazes para ajudar a limitar o consumo. Vídeo: para preservar seus dados, desligue o vídeo e escolha apenas áudio. Embora nem sempre seja o melhor cenário, especialmente durante reuniões de trabalho, é eficaz, diminuindo o uso de dados em cerca de 30%. Outra opção é ligar a câmera apenas quando estiver falando. Outra forma de limitar o uso de dados é reduzir a qualidade da transmissão, mudando de HD (alta definição) para a definição padrão. De acordo com o portal Reviews.org, fazer isso pode reduzir o uso de dados em mais de 60%. Nem todos os serviços de videoconferência oferecem essa opção, portanto, verifique as configurações ou a seção de ajuda para checar.

Compartilhamento de tela: evite o compartilhamento de tela ou compartilhe o que você precisa e desative na sequência. Uma alternativa é usar um programa de documentos colaborativos, como o Google Docs, que geralmente usa menos dados e permite que todos contribuam com o documento e vejam as alterações em tempo real.

Microfone: embora o áudio não use tantos dados quanto o vídeo, você pode clicar no botão mudo quando não estiver falando. Isso também garante que o ruído de fundo não interfira na sua reunião. Algumas ferramentas de videoconferência também oferecem uma opção de chamada telefônica (apenas de áudio), que usa zero dados.

Limite a atividade: lembre-se de que quanto mais atividade houver, mais dados você usará. Evite multitarefas e certifique-se de que, durante as videoconferências, outros membros da casa evitem streaming, jogos e outras atividades que consumam muitos dados. E se você usa o Google Drive ou Microsoft OneDrive, pode desativar a sincronização automática de documentos. Em todo caso, você sempre pode verificar o uso da rede usando o Monitor de Atividade da Apple ou o Gerenciador de Tarefas do Windows para identificar quais programas estão usando mais dados. Com uma variedade de opções de videoconferência disponíveis, você pode verificar para ter certeza de escolher aquela que funciona melhor com seu equipamento, sua franquia de dados e sua largura de banda. Destacamos algumas das opções mais comuns abaixo: Google Meet ou Google Hangouts

Microsoft Teams

Skype

Chamada de vídeo no WhatsApp

Além de todas essas dicas, uma das coisas mais importantes que você pode fazer é controlar a quantidade de dados que está usando, especialmente nos primeiros meses de serviço. Isso ajuda a evitar surpresas e dá uma noção do seu padrão de uso e de como você e outros usuários da sua casa podem precisar ajustá-lo. Na Viasat, oferecemos uma maneira rápida e fácil de controlá-lo. Você pode visualizar o seu medidor de uso via WhatsApp e, se ainda assim precisar comprar mais dados, basta seguir essas instruções.

Alex Miller

Blog Recente